0

Juntando as escovas| Por trás de uma noiva

Meus amores e amoras, tudo bem? Espero que sim, comigo tudo vai bem 😛 Lembram que prometi novidades no blog? Então, aqui estou eu! Hoje, teremos estreia aqui no blog! Assim do nada? Como assim?  A partir de hoje, começarei uma contagem regressiva para um passo muito importante na minha vida: VOU CASAR!!!!! Então, acho que isso explica e muito os meus sumiços hahaha, fora o mestrado ainda tinha o casamento, imaginem a correria aqui desse lado da telinha. E, agora que 90% das coisas já estão encaminhadas, agora que já apanhei muito nessa vida de noiva em todos os preparativos, agora sim, estou preparada para escrever sobre hahahaa.  Então, sejam bem vindos (as) a JUNTANDO AS ESCOVAS. 

Aquele dia do “SIM” ainda ressoa na cabeça, foi um dos dias mais felizes da sua vida, mas aí a ficha caí quando você se dá conta de que a partir de então, uma carga de emoções e sentimentos surgirão a cada detalhe que começa a ser planejado. Há horas que você está super tranquila e feliz, mas tem momentos em que você acha que vai explodir e não conseguirá dar conta de tudo (então vá logo se preparando). A cada dia a menos para o grande dia, os pesadelos se tornam mais frequentes…os inconvenientes também e a única coisa que você consegue pensar é : “por favor, me dêem um tempo, eu só quero viver meu momento”. Ok. VIVER O MOMENTO. Essa é a frase que a gente mais deseja ver satisfeita, mas, antes disso, vem  um milhão de coisas: pesquisar e achar fornecedores, negociar, escolher vestido, o tema do casamento, a burocracia do cartório,  a escolha do buffet, arrumar a casa nova, lista de convidados, planejar viagem, economizar, planejar, lidar com os inconvenientes e ainda por cima, dar conta do trabalho e dos estudos (sério, sou do tipo que defende uma licença noiva hahaah) E as pessoas olham para você em meio a correria, dizendo que você anda muito estressada, pedindo satisfação porque não foi convidado/a, fazendo perguntas desagradáveis, exigindo que você esteja sempre feliz e sorridente. Poucas serão as que vão se oferecer para ajudar, poucas serão as que vão querer conversar sobre o que você sente. Saber o que realmente se passa com você, aquilo que ninguém vê.

Existe o MEDO. De repente, você é a mulher mais feliz do mundo, afinal, casar é sempre um sonho. Mas, fica com um pouco de medo, de não saber lidar com as coisas da casa, de não saber lidar com as marés baixas do casamento, de não conseguir lidar com as manias do marido que antes do casamento não eram tão absurdas para ti, de ter saudades de casa, de dar tudo errado no dia do casamento e nem consigo mesma…E isso é assustador, é o seu sonho virando realidade e você ainda não sabe bem como administrar tudo isso. A maioria das pessoas esquecem que há esse lado, só  enxergam o lado de doces e festa, acham que não há lágrimas no processo. E isso não é exagero,  e o que  acontece: passamos a nos sentir sozinhas em meio a tanta coisa. Só esperando para VIVER O MOMENTO…

Existe toda uma EXPECTATIVA em torno do grande dia, até porque ele estará nas mãos de outras pessoas: será que se lembrarão da  lista de músicas que você escolheu? será se todos os convidados irão? será se vão gostar da comida? será que vão lembrar de liberar as bebidas? será que a decoração estará conforme planejado? será que tudo vai combinar? será que vão lembrar de tirar aquela foto que você falou que queria? Existe toda uma expectativa para cada dia antes e cada dia depois. Essa expectativa gera ansiedade, a ansiedade mexe com seu psicológico e o psicológico com os hormônios e por aí vai…

Existe ALEGRIA. Aliás, as pequenas alegrias que juntas, valem todo o esforço. Alegria de ter os convites prontos, de achar o vestido ideal, de escolher as lembrancinhas, de pensar, comprar ou fazer cada detalhe da nova casa, de dividir com o noivo cada detalhe já organizado, de tê-lo te acompanhando em algumas das pesquisas e fechamento de contrato, de ganhar aquele presente seguindo de um “pensei que isso combinava com vocês e a vida nova”, de ter as madrinhas dizendo “calma, vai dar certo”, de escolher cada detalhe do grande dia, de receber amor e carinho naquele dia bad

Existe RAIVA. Principalmente com perguntas desagradáveis do tipo “você não vai me convidar?”, ou aquelas pessoas que param de falar com você porque não foram convidadas (ainda não vi um casamento em que deu para convidar todas as pessoas que alguém queria), das pessoas acharem que você já tem pouca coisa para se preocupar, dos imprevistos que ocorrem, dos dias que passam mais rápido com tanto a se fazer, dos parentes que brotam até da China e que sequer pisaram na sua casa para saber como você está. De ser tratada com grosseria por parte de alguns possíveis “fornecedores”, das informações erradas que te passam e acabam fazendo com que você mude a data poucos dias antes do casamento (isso aconteceu comigo 😥 )…

Existe AMOR. Ao planejar cada detalhe com seu noivo, ao receber carinho dos amigos, a companhia e força das madrinhas, em cada cantinho da casa que vai ficando pronta, em cada música que é seguida de um “essa não pode faltar”, cada foto que merece estar no dia do casamento, no ensaio pré-casamento, na preparação para o casamento, na escolha das flores e do buquê, na montagem do cardápio, na escolha do topo do bolo…

E por trás de tudo isso, existe uma MENINA. Que surge quando uma MULHER é pedida em casamento. Aquela menina que se via nos finais felizes dos desenhos preferidos, aquela menina que imaginava como seria o príncipe encantado, aquela menina com sonhos de princesa prestes a se tornar rainha.

Anúncios