Quando falo “EU TE AMO”

Abrir mão de algo ou alguém que se ama muito, ainda não é sacrifício até momento em que algo ou alguém da qual abrimos mão é por algo ou alguém que amamos mais ainda. As maiores histórias que  conhecemos sobre sacrifício tem esse plano de fundo. E são as que mais lembramos.

Existem algumas coisas que precisam ser claras assim que entramos em um relacionamento: o quanto estamos dispostos a lutar para que dê tudo certo. Às vezes, o que achamos ser amor próprio pode não passar de egoísmo. Porque em um momento ou outro, ambos terão de abrir mão de algo não porque já não valha a pena, mas a sua prioridade é outra. Quando ambos se sentem livre um com o outro, não há espaço para se sentir em uma encruzilhada porque sabemos exatamente aquilo que é mais importante.

E isso está ligado ao amor. Quando descobrimos que não se trata de como nos sentimos, mas de como fazemos com que o outro se sinta, quando verdadeiramente sabemos o que está por trás de um simples “EU TE AMO”, somos capazes de sacrificar.

Quando abrimos a boca para pronunciar estas três simples palavras, afirmamos que a partir daquele momento você aceita que aquela pessoa não só faça parte da sua vida, mas de você. Não é a toa que dizemos “você é aquilo que faltava em mim”, não porque apenas são os opostos que se atraem mas porque um relacionamento forte é construído na base de que os dois se ajustam às diferenças que existem. Por mais que haja um nível 99% de compatibilidade, o amor será construído em cima desse 1% de desajustes que, com o tempo, não serão mais percebidos porque vocês já sabem exatamente como lidar com o diferente.

E você descobre que a primeira coisa que amamos em alguém são as qualidades, a beleza com o tempo nem vai importar, porque a beleza consiste naquilo que os olhos não vêm, mas que de alguma forma, consegue se externar. Quando está tudo bem dentro de nós mesmos, o físico também demonstra, ou você nunca ouviu “nossa, fulana/o está mais bonita/o depois que está amando”.

Alguns relacionamentos acabam não por falta de amor, mas por falta de cuidado. Quando descuidamos das pequenas coisas, quando esquecemos que se trata de fazer o outro feliz e não nós mesmos com tantas vontades, sonhos, escolhas que, para você devem ser prioridades independente do que o outro ache é que a “magia” começa a morrer. E o pior que só descobrem isso depois que não há mais jeito. Porque perdemos muito tempo pensando apenas em nós mesmos. E, uma coisa que não precisa existir entre duas pessoas que pretendem construir uma vida juntas é o egoísmo.

Outra coisa, são duas letrinhas perigosas: EU. “Eu quero” “eu penso” “eu desejo” “eu acho”, a partir do momento que você diz “Eu te amo”, você exclui o “eu” e passa a incluir “nós”. Mas, lembre-se: você abriu mão de si, mas não significa que você deva aceitar algo que te machuque ou que seja contra o seu princípio. Quando falamos “nós”, declaramos estar abertos ao diálogo com o outro para que aquilo seja bom para ambas as partes e que os dois se sintam confortáveis com isso.

E o mais perigoso: quando esquecemos que amor é uma conquista diária. Pessoas não são troféus para uma vez conquistadas serem deixadas em uma prateleira empoeirada. Quando falamos “eu te amo” declaramos estar dispostos a todos os dias fazer o melhor para manter aquele brilho no olhar da pessoa que amamos quando ela fala nosso nome. Afirmamos ter a força necessária para manter sua face voltada em nossa direção, mesmo que isso custe algumas noite ou dias de trabalho pensando em como surpreender mesmo depois de 50 anos juntos, por exemplo. Porque amar deve ser sempre uma novidade.

Se estiver disposto a sacrificar, vá em frente. Se não, reconsidere. Pessoas são como vasos de cristal raro, não podem ser substituídas, a beleza se encontra nela por inteiro, não nos pedaços. E seu valor, não se trata de quão rara é, mas o quanto é importante para você é o que te torna disposto a pagar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s