Às vezes, é mais saudável ficar assim…

Desculpem a  demora meus amores, estou a poucos dias da formatura e meu foco está em um projeto que requer muito do meu tempo. Em breve, voltarei com maior frequência já que os assuntos se acumulam na minha cabecinha hahahaha.

Captura-de-tela-inteira-04052013-000656

Gosto muito de uma frase que diz que a gente tem duas maneiras de aprender na vida, a primeira, é “apanhando” dela. A segunda é observando a experiência de outras experiências. Vejo muitos relacionamentos não darem certo. Entre tantos motivos, um realmente me tira do sério: aquele que te faz ficar com alguém apenas porque você não consegue ficar sozinho. Sinceramente, essa é uma das piores dependências que existem. E o meu conselho que é de graça, embora poderia vendê-lo: às vezes, é mais saudável ficar assim: solteira.

Já parou para pensar no quanto a cada relacionamento que fracassou você se machucou? E que para curar essa ferida, você entrou de “cabeça” em um novo affair? E que o Universo tem estado contra  você porque esse outro também deu errado? Já se perguntou: por que não consigo ser feliz?

Quando a nossa felicidade depende se ser aceita por outras pessoas, do constante contato físico com o outro, ou de ter sempre alguém para dizer que você é linda, que é inteligente, que te amae blábláblá PENSE BEM! Há algo de muito errado nessa história e aposto que é com você. Nenhum homem ou mulher deveria se submeter a este tipo de relacionamento, afinal, não é apenas você que está se machucando e…se iludindo. Quando realmente encontramos a pessoa certa, descobrimos que a felicidade é uma questão de escolha. Você escolhe ser feliz, você escolhe viver um relacionamento a dois. ESCOLHER  é diferente de NECESSITAR. Quando necessitamos ou precisamos de alguém ao nosso lado por carência, é melhor ficar sozinha. Talvez isso nos ajude a definir nossas prioridades, a amadurecer e a se preparar para escolher a pessoa “certa”. Não encontrá-la porque ela não está perdida, é que possivelmente ainda não aprendemos a olhar direito.

Amor é bem mais que toque, que palavras bonitas, que trocas de declarações no facebook. Ele acontece quando você não precisa de alguém para que você se sinta especial. Ele acontece quando você descobre que mesmo nos dias mais ruins, mesmo que você faça besteiras na vida, terá alguém para quem você continuará sendo importante e incrível e ele estará lá. Ele vai te deixar livre, não vai te cobrar coisas sem importância e você fará o mesmo. Ele vai chamar tua atenção e te manter com os pés no chão. Não terá medo de que você fique zangada quando ele te der uma “real” porque não será o que ele deixa ou não de fazer, não será o quanto te elogia ou te faça se sentir o máximo que vai importar. Ele vai se preocupar em te ajudar a crescer e, por fim, você também fará o mesmo. Mas, enquanto estiver experimentando suas aventuras amorosas, isso não terá importância.

Carência afetiva, quem não tem? Mas, quando isso se torna um fator necessário para sua relação…Não comece, dê meia volta, respire…. saia com seus amigos, descubra um novo hobby, compre uma nova pelúcia, não se envolva com ninguém. Há alegrias que a vida de solteira pode nos proporcionar, mas também há alegrias que uma vida a dois traz. O importante é que você se conheça bem antes de se arriscar novamente. E isso só depende do quanto você estiver preparada para fazer as coisas acontecerem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s